Buenos Aires: La Boca e o querido Caminito

By 14 de junho de 2016Argentina

Buenos Aires é uma capital bastante grande, com muitos passeios e atrações, mas possivelmente o Caminito, que fica no bairro La Boca, seja um dos lugares mais visitados e lembrados da cidade.

O bairro La Boca fica próximo ao Porto e foi habitada no seu início por estrangeiros que chegavam pelo porto para trabalhar, a sua maioria espanhóis e italianos. Possui duas principais atrações, o Estádio La Bombonera da equipe Boca Juniors, e a rua museu Caminito. Nem pense em ir para lá de carro, além de não ter quase estacionamentos, o transito por lá não é muito recomendável. Se pode chegar de ônibus, metro ou taxi. Outra coisa que vale a pena mencionar é que o bairro não é considerado muito seguro. Nós não sentimos muita insegurança, mas mais de uma pessoa nos aconselhou a ter cuidado e não andar com a câmera fotográfica na mão, mas como disse, não vimos nada, então é só não dar bobeira que está tranquilo, afinal o lugar está cheio de turistas.

BOCA-2

Lojas e casas nas cores do Boca Juniors

É só chegar na área turística para ver a muvuca de pessoas, vários bares, lojinhas de souvenir, artesanatos, e dançarinos de tango vestidos a caráter posando para fotos com os turistas. Muitas das casas são nas cores do Boca Juniors, amarelo e azul, e é possível ver várias estatuas em tamanho real do Maradona, do Messi e até o Papa.

BOCA-3

Messi e Tevez recebendo os turistas

Na nossa visita ao bairro resolvemos ir caminhando para conhecer um pouco mais que apenas os pontos turísticos, estávamos em San Telmo e foram 30 minutos até chegarmos na La Bombonera. O Estádio do Boca Juniors possui visitação guiada, para fazer a visitação ao estádio, reserve meio turno. A visitação dura 2 horas e custa 180 pesos argentinos. Começa no museu, depois passa pelos vestiários, arquibancadas e gramado. Ao longo do passeio é possível comer no bar e restaurante do estádio e a visitação termina na lojinha, que não vende só fardamentos mas tudo que se pode imaginar do time. É um passeio bem interessante pois além de explicar um pouco sobre a história do time e sua ligação com o bairro, o guia conta sobre as táticas de intimidação, e de como a bomboneira foi projetada para desestabilizar os jogadores dos times rivais.

BOCA-6

Em frente a La Bombonera com suas casas em azul e amarelo e comida de rua

BOCA-4 IMG_1619

Depois de sairmos da Bomboneira, seguimos pelas ruas do bairro até chegar ao famoso Caminito.

O Caminito é uma rua museu, restaurado no fim da década de 50, adquiriu significado cultural pelo fato de ter inspirado a música do famoso tango Caminito, o terceiro mais importante do mundo. Além disso,  tem uma característica peculiar: as casas são construídas com tábuas de madeira, placas e telhas de metal e pintados com muitas cores. Isso porque, quando os estrangeiros que viviam ali construíam suas casas, usavas as tintas que sobravam dos navios do porto, onde muito trabalhavam, para pintá-las.

BOCA-9

Famosa esquina do Caminito, com seus turista, lojas e dançarinos de tango

BOCA-15

Dançarinos de tango

BOCA-12

Verdade seja dita, o Caminito é bem legal, colorido, mas nada mais é que um grande cortiço de puxadinhos, era um conjunto de moradias populares precárias, que caracterizou o bairro desde o seu início, e eles procuram manter este espírito até hoje, então não espere ver grandes construções luxuosas, ou uma arquitetura surpreendente. Porém, apesar de ter sido, e ainda ser, um bairro bastante simples da cidade de Buenos Aires, não espere encontrar as coisas baratas, principalmente na área do Caminito. Os muitos restaurante e bares com apresentações de tango ou de músicas ao vivo não são bastante caros, e se pode deixar muito dinheiro nas lojinhas, mas como bons viajantes, nós encontramos uma opção mais econômica de almoço nos afastando um pouco do burburinho.

BOCA-7

Rua com diversos artistas vendendo seu trabalho

BOCA-13 BOCA-10

A atmosfera do lugar é encantadora, e o Camitito tem um charme bagunçado muito peculiar, são muitas cores, muita arte, muita música, muita cultura, muitos turistas, tudo junto e misturado, reserve pelo menos meio turno para conhecer o local. Apesar da muvuca, nos encantou as lojinhas, os quadros de artistas incríveis, a música tocada ao vivo, e a alegria de um povo que tenta atender todo o tipo de desejo dos turistas que passam por lá.

roadsweethome

Author roadsweethome

More posts by roadsweethome

Leave a Reply