Buenos Aires: San Telmo e Puerto Madero

By 20 de junho de 2016Argentina

Em nossa passagem por Buenos Aires, ficamos hospedados no bairro San Telmo, e não poderíamos ter escolhido um lugar melhor. O bairro San Telmo fica em uma das áreas mais antigas de Buenos Aires, e são muitos os casarões antigos do século 18 e 19 que se transformaram em charmosos albergues, hotéis, restaurantes e casas de antiguidades. O bairro é conhecido pelos inúmeros antiquários, o mercado, casas de tango, uma noite simpática e agitada, além da famosa Feira de SanTelmo que acontecem todos os Domingos.

A rua principal do bairro é a Defenza. A rua mais famosa de San Telmo tem muitos antiquários bons, restaurantes, bares, cafés, galerias de artes e lojas de roupas de marcas próprias que apontam as tendências da moda argentina. Definitivamente é uma rua apaixonante. Nela está o Mercado de San Telmo, inaugurado em 1897 e que funciona até hoje com bancas de frutas, verduras, açougue, cafés e outras coisas que não costumamos ver em mercadões, como antiguidades, lojas de amontoados de perfumes e cosméticos, quadros, lojas de bonecas antigas, enfim, nem precisamos dizer que o lugar nos encantou. Ele expressa muito bem a identidade do bairro.

San Telmo-2

Na Defenza também acontece aos domingos a Feira de San Telmo, a atração mais conhecida da região. A feira começa às 10h da manhã e vai até as 5h da tarde, a rua fica transitável somente a pedestres e os artistas e colecionadores tomam conta, com dezenas de barraquinhas que vendem produtos originais, artesanatos, antiguidades e uma infinidade de coisas. Comemos um crepe maravilhoso por lá e ouvimos bons sons dos artistas de rua. O que mais impressiona na feira é a sua identidade portenha, se sente Buenos Aires.

O ponto central da feira é a praça Dorrengo. A praça é rodeada de bares, restaurantes e construções do século 18. É um ótimo lugar para assistir artistas dançarem tango sem precisar pagar uma fortuna. Nas noites de verão os bares costumam ficar bem cheios e há música ao vivo em alguns deles. Nos sábados a praça recebe uma feira de artesanato e sempre há alguns artesãos durante a semana também.

San Telmo-3

Feira de artesanato da rua Defenza

San Telmo-4

Artistas de rua se apresentam em toda a extensão da feira

San Telmo-12

Cuias artesanais para um tradicional mate argentino

San Telmo-11

Desde de artistas individuais até bandas inteiras se apresentam na feira

San Telmo-13

E opções de comidas também é o que não falta, de dar água na boca

San Telmo-5

Apresentações de tango na rua também não faltam

San Telmo-6

Nos domingos os antiquários saem das lojas e vão para a rua, se encontra de tudo

San Telmo-8

A rua Defenza cruza com a rua Chile, um dos pontos do bairro que está lotado de bares e com vida noturna vibrante de segunda a domingo. Também é nesse cruzamento que está sentadinha em um banco a querida Mafalda, personagem dos quadrinhos mais famosa da Argentina. Na Mafalda começa o Caminho de la Historieta, um caminho que passa pelos principais personagens dos cartoons argentino, fizemos esse passeio lindo que começa em San Telmo e termina em Puerto Madero, para saber mais, confere neste post aqui.

Untitled-1

A noite do bairro é repleto de bares, festas, restaurantes pata todos os gostos, e quando falamos de todos os gostos são todos mesmo, tem bares de cervejarias artesanais, bares temáticos de filmes de terror da década de 80, bares de karaokê, bares inferninhos do bem, bares contemporâneos, bares vintages. Nesta noite combinamos de sair com uma colega de faculdade da Letícia que mora a anos já em Buenos Aires e com seu namorado portenho. A noite de Buenos Aires começa bem tarde, as pessoas começam a pensar em sair pelas 11 da noite, e as festas mesmo rolam a partir das 2h, 3h da manhã, ou seja, o dia também começa tarde por lá. Nós fomos no bar da cervejaria Antares. A música era ótima, a cerveja melhor ainda e apreciada com amendoins (sim, os bares dão amendoins para as pessoas comerem junto com a cerveja).

San Telmo é um bairro que tem a cara de Buenos Aires! É a mistura do antigo com o contemporâneo, da elegância com a decadência das casas de tango ao lado de restaurantes moderninhos, e dos moradores locais convivendo com imigrantes e turistas. Tem um pouco de tudo que se espera da capital argentina.

Já o Bairro Puerto Madero, que fica do ladinho, seguindo o Passeio de la Historieta, é bem diferente. Um dos bairros mais nobres de Buenos Aires, é o resultado de uma renovação urbanística de um local que estava abandonado há mais de 100 anos. Os antigos prédios e armazéns de tijolo à vista do porto foram restaurados e tornaram-se escritórios, residências, lojas, bares, restaurantes e espaços culturais. Grandes calçadões foram criados ao longo dos diques e muitos dos maquinários do antigo porto permaneceram no local. O bairro possui os melhore e mais caros hotéis da capital, bem como restaurantes e um cassino flutuante.

San Telmo-4

Os guindastes do antigo porto de Buenos Aires hoje servem de decoração da cidade

San Telmo-6

Antigos armazéns hoje são belos e caros bares e restaurantes

San Telmo-5

Puente de la Mujer

Um dos pontos altos para conhecer em Puerto Madero é a área dos diques que cruzem o Rio da Prata onde se encontra o ponto turístico mais famoso do bairro, a Puente de la Mujer, a ponte é um marco arquitetônico na América Latina. A área dos diques é repleta de bares e restaurantes, que não são propriamente econômicos, mas é um bom lugar para se fazer um passeio, o visual é lindo.

Perto da Puente de la Mujer está ancorado o Fragata Sarmiento, uma embarcação construída em Liverpool na Inglaterra em 1897. Foi o primeiro navio-escola da Argentina. Atualmente, funciona como um museu bem interessante. É possível visitar as dependências da embarcação e ver como era avida em alto-mar. O museu conta com fotos, uniformes, documentos e armas expostas em seu interior.

Ao lado do Fragata Sarmiento, está outro barco ancorado, o Corbeta Uruguay, um barco também inglês, que já foi a Antártida para um resgate a um naufrágio. Também é museu.

Saindo dos diques, e seguindo mais um pouco a sul se encontra a Reserva Ecológica Costaneira Sur, a maior área verde da capital. É possível visitar a reserva com visitas guiadas e passeios de bicicleta. Nossa passagem por lá foi somente pela orla e pelos parques e praças da região. Se pode comer muito bem e barato nesta região nas barraquinhas de choripans. É um ótimo lugar para sentar em uma praça e relaxar.

San Telmo-3

Barco/museu Corbeta Uruguay

San Telmo-2

Barco/museu Fragata Sarmiento

San Telmo-7

roadsweethome

Author roadsweethome

More posts by roadsweethome

Join the discussion One Comment

Leave a Reply